QUEM SOMOS

A casa

A ideia de criar o Instituto Casa da Democracia surgiu no final de 2018 como resultado de intenso e oportuno debate sobre os rumos da democracia brasileira tal como a conhecemos.

 

Por ocasião do 30º aniversário da promulgação da Constituição Federal (1988) e do 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948), a Casa da Democracia assumiria a forma de um think tank dedicado ao estudo, à elaboração intelectual e à produção cultural com o objetivo de fazer a defesa intransigente da democracia e sua promoção, não apenas como regime político, mas também como valor e ideologia.

 

Num ambiente internacional caracterizado pela emergência de projetos de poder que flertam cada vez mais com a xenofobia, o autoritarismo, a criminalização dos movimentos sociais e da política, o combate à liberdade de pensamento, a revogação de programas distributivos, o desprezo pelos direitos civis e humanos, a disseminação de mentiras e a politização do Poder Judiciário, esta Casa da Democracia reúne executivos, técnicos e colaboradores comprometidos com a proteção e o fortalecimento do regime democrático em suas diferentes áreas.

 

São atribuições desta Casa da Democracia pesquisar, sistematizar conteúdos, produzir, compartilhar e divulgar trabalhos voltados à defesa da democracia e à busca por uma democracia de alta intensidade.

 

São compromissos desta Casa da Democracia:

 

1. monitorar e denunciar violações à democracia observadas no Brasil;

2. reunir e dar publicidade a iniciativas e ações de defesa da democracia;

3. produzir e difundir notícias, análises e artigos relacionadas ao tema;

4. promover seminários, palestras, encontros e cursos de formação;

5. organizar e conduzir projetos editoriais e audiovisuais;

6. estimular a convergência de iniciativas e instituições afinadas com a Casa.